O PROCESSO DE TORNAR UMA IDÉIA EM UM OBJETO

É um fato consolidado de que a manufatura aditiva, comunmente chamada de Impressoras 3D, vieram para mudar o mundo.
Muitos acreditam ser simples utiliza-las. Porém elas não são, como o nome diz, "impressoras" no qual o simples apertar de um botão, imprimirá uma peça linda, acabada e do jeitinho que você pensou.

Talvez isso pareça um pouco dramático de mais. Mas o que quero dizer é que existe um longo e árduo caminho desde a idéia até finalização e materialização de sua concepção. E para que sua idéia se torne um objeto bem sucedido, devem ser seguidas algumas etapas.
Apesar de pesquisadores terem desenvolvido diversos métodos para que você possa transformar suas ideias em produtos ou objetos, vamos apresentar, ao longo deste post, um destes métodos que foi adaptado para atender usuários de impressoras 3D.
Os principais passos deste método são:
1. Qual o problema / objetivo da idéia?
Toda idéia surge de um problema ou objetivo existente em sua vida. É muito importante identificá-lo para que sua idéia solucione este problema ou resulte no objetivo esperado.
"Um problema bem entendido é um problema virtualmente resolvido"
Eu sou do tipo que adora escutar uma música em casa, liguei meu celular um dia desses e coloquei o som no máximo. O problema é que meu celular não tem volume alto suficiente com a qualidade que eu gostaria.
Logo, consegui achar meu problema e foi daí que surgiu a ideia de gerar um tipo de amplificador acústico para meu celular.
2. Geração de idéias e criatividade
Agora que temos o problema ou objetivo identificado, podemos avançar para a etapa de geração de idéias ou aplicação de metodologias de criatividade. Nesta etapa, são geradas várias ideias e em seguida escolhida uma idéia que mais atende ao seu perfil.
Um dos métodos de criatividade é chamado de Brainstorming ("toró-de-idéias" no português), que consiste no agrupamento de pessoas, de preferência em diferentes ramos de conhecimento, com objetivo único de discutir e dar idéias que solucionem o problema ou alcance seu objetivo. Nesta dinâmica, não se pode criticar idéias , pois uma idéia que pareça ser impossível ou louca, pode ser aproveitada e modificada para se tornar uma nova idéia inovadora e revolucionária.

fonte: https://spin.atomicobject.com/
Outro método muito utilizado é baseado em similaridade e fusão de idéias, no qual é possivel utilizar um coletor de idéias. Atualmente existem diversos sites e apps que possuem um banco de dados repletos de objetos e inspirações como Pinterest, Thingiverse, 3DHub entre outros para identificar as idéias que mais lhe agradem. Neste ponto, você pode também misturar idéias para gerar novas idéias que solucionem o seu problema.
No meu caso utilizei o Pinterest em busca de insiração.

3. Desenho e Modelagem em 3D
O simples imaginar de uma solução já cria em sua cabeça uma serie de imagens do que possivelmente possa ser sua solução. Deixe esta ideia fluir e se materializar em sua mente, só assim você poderá passá-la para o papel, para que outras pessoas possam visualizar o que pensou.
O passo chave para uma boa modelagem 3D, consiste em rabiscar muito no papel, assim você poderá visualizar como ele será modelado, e qual será a praticidade do que esta criando. Isso facilitará quando passar para o computador a sua criação.
Atualmente no mercado existem diversos programas e aplicativos para a modelagem em 3D de seu produto, dentre eles esta o SolidWorks, Inventor, sketchup, 3DMax , SpanCad, OpenCad, MeshLab, entre outros. O software ideal para sua criação é o programa que você mais se identifica e domina.
Voltando para meu exemplo, rabisquei muito minhas ideias até chegar com este modelo.

Fonte: Concep3D
4. Escolha do Tipo de Impressora 3D
Atualmente existem inúmeras escolhas de impressoras 3D (Manufatura Aditiva) no mercado. Você deve escolher a que mais se aplica a você. Para saber mais sobre estas impressoras existem diversas bibliografias no mundo, destaco uma em particular que é em português a "Impressoras 3D um novo meio produtivo". Neste livro contém uma planilha com as principais vantagens e desvantagens de uma gama de impressoras 3D no mercado atual.
Em resumo, se for escolher uma impressão barata, porém de baixa resistência cuja função é apenas ser um Mockup (Protótipo estético), escolha a impressão da Zprint (antiga Zcorps) que fabrica o seu objeto em gesso.
No meu caso, escolhi uma impressão em plástico FDM, visto que preciso que meu protótipo seja funcional.

5. Fatiamento e Fabricação
Não basta você ter somente seu modelo 3D. Deve também ser levado em consideração como seu produto será fabricado na impressora de sua escolha. Isso é o Fatiamento, como a maquina vê seu produto (seu modelo 3D) e o fabrica fatia por fatia. Alguns parâmetros ficam a sua escolha, como altura da fatia (quanto mais detalhado é seu objeto menor é a altura da fatia, mas mais demorado sua impressão será), diâmetro de bico, densidade, estratégia de preenchimento entre outros.
Na foto abaixo é apresentado o fatiamento do produto exemplificado. Este processo também nos ajuda a detectar possiveis falhas que poderão ocorrer no decorrer da impressão.

6. Impressão
Finalmente chegamos na parte tão esperada, e acreditem demorada, a impressão de seu produto, nesta etapa devem ser tomados alguns cuidados:
– Utilização de filamento adequado;
– Plataforma e filamento sem poeira ou sujeira;
– Ficar atento a impressão da primeira camada, ela deve ficar bem aderida a plataforma, ou seu produto sairá deformado;
– Ao longo da impressão, verificar se o protótipo esta sendo impresso corretamente.
Acreditem ou não mas uma impressão bem detalhada é um processo demorado, o produto que estamos usando como exemplo demorou cerca de 24hs de impressão. Para que a primeira camada ficasse bem aderida à plataforma utilizei este produto aqui.

7. Pós-Processamento e Acabamento
Para alguns, a etapa anterior já significaria o fim de um protótipo fabricado, mas se quer que além de funcional, seu protótipo também seja estéticamente atraente. Deve ser adicionado mais uma etapa neste processo, O Acabamento.
Esta etapa consistem em tirar rebarbas e suavizar as camadas que geralmente ficam a amostra após fabricar com uma impressora 3D.

Fonte: Concep3D
Outra coisa que pode ser incrementada aqui é a pintura de seu protótipo (ou produto), no caso do exemplo optou-se por um acabamento prata com recobrimento metalizado de alumínio.

Protótipo e acabamento by Concep3D
Em resumo existem diversas maneiras e modos e se desenvolver um produto via impressão 3D, aqui foi citado algumas etapas basicas.
Mas deve se ter em mente uma coisa: A arte de fabricar um protótipo com qualidade ainda depende de um bom desenvolvedor, não importa quão boa e cara seja a maquina que comprou.
Só depende de um bom conhecimentos especificos para determinar a melhor forma de modelagem, a maquina mais adequada para a fabricação, o melhor jeito de fatiamento entre outros parâmetros.
Como resultado final, o meu problema foi resolvido e consegui ampliar o som de meu celular e melhorar a qualidade do som, além de ter uma caixa acústiva bonita para minha escrivaninha.

Source: Tudo Sobre Impressoras 3D

Deixe uma resposta

Fechar Menu