Como organizar e Otimizar suas impressões?

É peculiar saber que impressões 3D podem sair com qualidade inferiores do que imaginamos, porque há muitos parâmetros para configurar. Por outro lado, a organização dos arquivos e configurações de impressão podem se tornar um pesadelo. Isto implica que temos que "testar’ novamente parâmetros de impressão quando vamos imprimir novamente uma peça que não salvamos o Gcode ou os parâmetros de impressão. Agora imagine o tempo perdido, material gasto e desapontamento.
Adicionalmente, pequenos empreendedores e empresas que se utilizam de impressoras 3D para atender a clientes internos ou externos apresentam algumas dificuldades. Qual peça imprimir, quando imprimir, qual é a prioridade, como não deixar alguma impressora 3D osciosa?
Neste post vamos apresentar um método ágil para garantir que todas as suas impressoras sempre estejam imprimindo, além de você otimizar (melhorar) a impressão diáriamente.
Inicialmente , podemos indicar que este método é uma variante do método Toyota chamado Lean Manufacturing. O que tem de especial? Nada! Este método é super simples e fácil de você utilizar.
Para exemplificar, vamos apresentar o sistema Web e App (android) chamado Trello. Este sistema é gratuito e muito utilizado para gerenciamento de projetos de desenvolvimento de software.
Preparamos um exemplo onde é apresentado um Fluxo de Trabalho onde considera-se Peças para se Fabricar (Para Fazer), 4 impressoras, processo de acabamento, peças concluidas, e peças refugadas (sucata). Com isto tem-se uma fila de impressão onde se deve seguir a ordem de cima para baixo e de acordo com prioridade. Note que existem cartas (peças) em verde e Laranja, sendo:
Verde: Impressão ordinária
Laranja: Impressão Urgente
Vermelho: Impressão em atraso

Através deste método, torna-se fácil identificar qual impressora está disponível, além de ser também muito fácil saber qual a próxima peça a ser impressa. Nota-se que em cada carta, há uma ordem de serviço (OP), o que identifica qual é o número do pedido, conjunto de produto, cliente, ou até mesmo projeto em que cada peça pertence.
Outro ponto interressante neste método, é que o custo de cada peça é colocado no título como por exemplo R$(100,00) (cem reais). desta forma, pode-se identificar qual o custo total em cada etapa do processo (Cost WIP).
Neste nosso exemplo, personalizamos cada uma das cartas para conter as principais características básicas de impressão, como tempo de impressão, altura de camada, temperatura de impressão, material a ser impresso, diâmetro do bico, vazão de extrusão, velocidade de impressão, orientação da peça, suporte e qualidade final da peça.

Desta forma, pode-se registrar quais são os parâmetros que resultaram em melhor acabamento. Assim como os parâmetros que proporcionam a maior ocorrência de problemas.
Através destes dados, pode-se ainda exportar para excel (TrelloExport), onde uma planilha com o resumo de todas as operações correntes e antigas são armazenadas.

Pode-se identificar que através desta planilha, diversos gráficos de análise estatística e controle de processo pode ser realizado, evidenciando indicadores importantes como Osciosidade, Percentual de qualidade de impressão, indice de refugo, tempo estimado de fabricação e tempo efetivo de fabricação.

Neste exemplo, foi apresentado um levantamento da qualidade final das peças em função da orientação e altura de camada. Logo, Pode-se indicar que, nesse caso, a direção de fabricação Z proporciona maior quantidade de peças boas que outras.

Através deste método, pode-se então identificar custo benefício e se torma uma ferramenta fantástica para a orgnização, otimização e melhoria dos processos de um lab. de impressão 3D.
Espero que tenham gostado deste post.
Acompanhenos nas redes sociais.

Source: Tudo Sobre Impressoras 3D

Deixe uma resposta

Fechar Menu